Como Fazer Posts Para O Enem

Lição de artigos científicos

A popularidade considerável na justificação dos últimos conceitos do comércio exterior tentando unir algum de teorias "da vantagem comparativa" com a estratégia de comércio exterior de companhias principais adquiriu um emprego do americano do M de Porter. A característica destes trabalhos é o caráter pragmatical, um suporte em pesquisas de materiais sobre o comércio exterior do número considerável dos países. A conclusão decisiva tirada por Porter tem o caráter externamente bastante trivial competitividade do país em primeiro lugar pelo complexo as vantagens das suas firmas principais. A novidade de pesquisas de licor de Malte compõe-se na identificação das condições decisivas que formam vantagens competitivas semelhantes.

a orientação de ramos da corporação multinacional no seu acordo geográfico da melhor disponibilidade destes ou aqueles fatores da produção (a existência do trabalho, o desenvolvimento da infraestrutura de produção e assim por diante vem ao período moderno no seu número);

Modificação de preço ou existência de componentes de produção. A vantagem competitiva muitas vezes passa da mão à mão por causa da modificação do preço absoluto ou relativo de componentes, como trabalho, matéria prima, energia, transporte, comunicação, meios de comunicação ou o equipamento. Fala da modificação de condições em fornecedores ou sobre a oportunidade de usar novo ou outros nos componentes de qualidades.

Em primeiro lugar, todas as provisões em economia em uma escala de produção, - às empresas separadas, só como um componente em um da economia correspondente às grandes empresas.

A existência de competitivo semelhante nestes ou aquelas firmas o último nas condições da estreiteza do mercado e uma competição intensa em é muda para empreender pesquisas ativas de mercados estrangeiros da produção. A firma começa a guiar-se pela globalização da atividade de comércio exterior - na distribuição desta atividade sobre isto ou aquele ramo na escala de toda a economia mundial. Em geral proposto por Porter um de vantagens competitivas no grau define-se por um alto passo do desenvolvimento industrial e de fato é uma nova explicação teórica daquele fato do conhecimento geral, que o intercâmbio internacional principal da produção da indústria, especialmente, ocorre entre industrialmente países (como estes países nas condições econômicas aproximadamente iguais na maior medida correspondem a exigências da estratégia de comércio exterior global de companhias principais).

Para entender da natureza da competição a unidade principal é o ramo (não muito bem, processando ou da esfera a um usl, isto é grupo dos concorrentes que fazem mercadorias ou serviços e diretamente competindo entre eles. O ramo estrategicamente significante inclui produtos com fontes semelhantes de vantagem competitiva. Além disso, lá pode relacionar-se ramos em que produção – os mesmos indicadores, a tecnologia de produção ou canais comerciais, mas impõem as exigências à vantagem competitiva. Na prática da borda sempre são muito indistintos.